A rede de cafeterias norte-americana Starbucks teve uma ideia bem bacana para conscientizar as pessoas sobre o problema da AIDS na África: em dezembro de 2009, eles convidaram músicos de todo o planeta para cantar juntos a canção dos Beatles “All You Need is Love”. O resultado?

Que diversidade linda, não? E tem mais, você pode enviar sua própria versão dessa música dos Beatles para o site do Starbucks Love Project e a empresa fará uma contribuição para um fundo global de combate à AIDS na África para cada vídeo enviado. Caso você não cante tão bem (assim como eu), pode mandar um desenho para o projeto. Cada desenho será convertido em uma doação de 5 centavos de dólar do Starbucks para aquele fundo global.

Não tenho dúvidas de que a canção escolhida para essa campanha foi a mais apropriada possível. O quarteto de Liverpool (que eu muito aprecio, aliás) transmite uma mensagem bem clara nos versos de “All You Need is Love”: não há nada que não possa ser feito com há amor. Quando você faz o que você ama, definitivamente os problemas não desaparecem, mas os desafios se tornam mais prazerosos de superar e você trabalha com mais entusiasmo.

All You Need is Love

The Beatles
1967

Love, love, love.
Love, love, love.
Love, love, love.

There’s nothing you can do that can’t be done.
Nothing you can sing that can’t be sung.
Nothing you can say but you can learn how to play the game.
It’s easy.

Nothing you can make that can’t be made.
No one you can save that can’t be saved.
Nothing you can do, but you can learn how to be you in time.
It’s easy.

All you need is love.
All you need is love.
All you need is love, love.
Love is all you need.

There’s nothing you can know that isn’t known.
Nothing you can see that isn’t shown.
Nowhere you can be that isn’t where you’re meant to be.
It’s easy.

All you need is love.
All you need is love.
All you need is love, love.
Love is all you need…

Ainda com dúvidas sobre do que nós precisamos? Bem, uma interessante coincidência: adoro essa canção e aquela “Wave” de Tom Jobim e ambas foram compostas em 1967!

Vamos fazer arte pela África!

Advertisements