Tom Jobim é um dos meus músicos favoritos. Suas canções são sofisticadas e de qualidade, eu adoro ouvi-las. Uma composição do Tom que muito me agrada é “Wave”, publicada pela primeira vez em 1967 no álbum de mesmo nome. Há ainda a versão em inglês dessa música, interpretada por Frank Sinatra junto com o próprio Tom. Ambas são pura arte!

Para mim, boa música embala uma boa conversa e inspira a mente. Gosto de ouvir música enquanto estudo e sempre escrevo ao som de bossa nova e outros estilos, assim o pensamento flui mais leve e naturalmente e fica prazeroso passar o tempo. É como se a música criasse uma barreira entre mim e o mundo externo, permitindo que eu foque na tarefa que preciso cumprir mesmo quando há caos lá fora.

E aqui está a letra de “Wave”:

Wave

Antonio Carlos Jobim
1967

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas
Que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho a brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais e a eternidade

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver

Uma autêntica poesia, não? Aliás, hoje é o Dia Nacional da Poesia, criado em homenagem ao escritor Castro Alves, nascido neste dia em 1847.

Advertisements